Divulgação: Santander

Já no começo de 2020, o banco espanhol Santander melhorou suas condições de financiamento imobiliário

Divulgação: Santander
Divulgação: Santander

No dia 7 de janeiro, o Santander anunciou que o limite de seu financiamento imobiliário passará para até 90% do valor do imóvel, que antes era de 80%.

Isso faz do gigante bancário a primeira empresa no Brasil a requerir somente 10% do valor do imóvel como entrada, excelente para quem busca sua casa própria.

Além disso, o preço das parcelas também diminuiu.

Financiamento Imobiliário Santander

Esse novo valor máximo se aplica ao SAC, Sistema de Amortização Constante, na qual o valor das parcelas sofre mudanças.

Um dos fatores que determina o valor dos juros é o histórico de pagamento do cliente, no qual se for bom geram taxas de apenas 7,99% ao ano.

Caso a pessoa não tenha um bom relacionamento com o banco espanhol as condições podem ser diferentes.

O banco afirma que aqueles que financiarem o seu imóvel dando a entrada de 10% tem até 35 anos (420 meses/parcelas) para pagar. Isso desde que o imóvel custe no mínimo R$90.000.

Caso você faça essa requisição no banco, saiba que elas será analisada antes de ser aceita.

Além disso, você ainda tem a opção de complementar com a renda de outra pessoa, independente dela ser sua parente ou não.

Taxas menores

Há pouco tempo atrás a taxa de juros básica no Brasil, a Selic, diminuiu para 4,5% ao ano, e com isso os juros cobrados pelos bancos também.

A Caixa, por exemplo, oferece taxas de 6,5% em cas de financiamento pré-fixado e/ou corrigido pela TR.

Outros bancos que também diminuíram suas taxas foram o Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e outros.

Buscando por empréstimos? A Caixa tem uma opção que não olha SPC nem Serasa, conheça!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*