Divulgação: Caixa

Por causa da quarentena causada pelo coronavírus, a Caixa quer reduzir seus juros para que a população consiga pagar suas contas.

Caixa Coronavírus WhatsApp

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, quer reduzir os juros cobrados pelo banco estatal em suas linhas de crédito. A atitude tem como objetivo diminuir o impacto na economia, causado pela quarentena e a consequente queda no consumo e produção no país.

“Se as pessoas não tiverem crédito mais barato, não adianta”, afirmou em uma coletiva no Palácio do Planalto. Com a queda do consumo, as empresas não estão faturando e, com isso, começam a demitir funcionários para cortar custos. Há também o caso de trabalhadores que estão passando por férias não-remuneradas.

Guimarães, em uma conversa com jornalistas, destacou que os juros do rotativo do cartão de crédito e do cheque especial chegaram a 2,9% ao mês apenas. Entretanto, o presidente da Caixa quer diminuir ainda mais essas taxas. Segundo ele, “faremos isso matematicamente”, além disso, afirmou “A população terá mais dinheiro sobrando para pagar contas”.

Mais importante, o presidente Bolsonaro anunciou que foi criada uma linha de crédito de R$5 bilhões especialmente para as Santas Casas. Atualmente, os juros estão por volta de 10%, mas Guimarães já comunicou que pretende diminuir mais essas taxas.

E então, gostou do nosso conteúdo? O que está achando da Caixa com o coronavírus? Nós do UTUA esperamos sempre te ajudar a melhorar sua vida financeira e, para isso, escrevemos conteúdos de valor que te deem conhecimento para agir e gerar resultados. Qualquer elogio, crítica ou sugestão são sempre bem-vindos nos comentários. Obrigado!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*