sabine-peters-6ae-ZikPId0-unsplash-min-4

Saiba como cuidar de suas finanças nesses tempos de vacas magras causado pelo coronavírus num artigo rápido e completo que fizemos.

financiamento imobiliário Banco do Brasil

Hoje em dia, o coronavírus está impedindo muitas pessoas de trabalhar e, com isso, elas não estão recebendo dinheiro. Por isso, saber controlar suas finanças é essencial para não só sobreviver, mas também não ficar apertado após tudo isso acabar.

O que será daqueles que não têm uma reserva de emergência?

É importante levar estes passos a sério e garantir que você tenha cada um deles completados quanto antes possível. Eis o plano para você acabar com suas dificuldades em quitar as contas:

1 – Corte seus gastos de maneira radical.

Abrir mão de um bem (mesmo que seja um bem supérfluo) não é fácil. A maioria de nossas coisas foi conquistada com esforço, por isso elas têm uma certa importância para nós. Entretanto, é essencial entender que há vários gastos que podem ser cortados durante essa crise do coronavírus.

Assinaturas de apps e de revistas podem ser cancelados, viagens podem ser adiadas. Você pode trocar seu plano de celular por um mais barato, acabar com a TV a cabo, optar por um cartão de crédito sem anuidade, etc. O importante é terminar o mês com mais dinheiro no bolso do que o anterior.

Acima de tudo, só de estar de quarentena você provavelmente já está cortando gastos com alimentação fora de casa, lazer e transporte, não é?

Quanto menos gastos você tiver durante essa crise, melhor para você.

2 – Vá ao banco e saque seus benefícios

Durante essa crise, várias medidas emergenciais foram tomadas pelo governo. Vale a pena conferir quais foram criadas para você. Por exemplo, até o dia 31 de março, quem tinha saldo no FGTS pode sacá-lo.

Outro exemplo é o abono do PIS/Pasep que pode ser adiantado. Para saber quem tem direito a isso, clique aqui.

3 – Cheque seus débitos

Ainda nos pacotes de ajuda do governo para a população, vários bancos estão suavizando suas taxas e prazos. Agora então é o momento para você entrar em renegociação de suas dívidas, independente de serem de pessoa física ou de pessoa jurídica.

Atualmente já é permitido suspender o pagamento de financiamentos de carros e imóveis durante 60 dias. Saiba mais dessa notícia aqui.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*