sabine-peters-6ae-ZikPId0-unsplash-min-3

Agora você vai economizar juros com empréstimo! A chamada Empresa Simples de Crédito (ESC) permite que micro e pequenas empresas façam empréstimos entre si, cobrando juros e sem a regulação direta do Banco Central.

Com isso, será possível economizar mais de 5% de juros com empréstimo, se comparado aos grandes bancos.

O que é a Empresa Simples de Crédito?

Primeiramente, a ESC é uma pessoa jurídica, constituída formalmente na forma de Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, mais conhecida como EIRELI.

Certamente, a ESC não se enquadra no simples e possibilita que seja utilizado o crédito pessoal.

Como funciona uma Empresa Simples de Crédito?

Acima de tudo, a ESC foi regularizada para permitir operações de crédito como financiamento e desconto de crédito, que eram feitas apenas por Instituições Financeiras.

Essas operações são feitas por pessoas jurídicas especializadas do meio privado exclusivamente com recursos próprios.

Esta modalidade começou a surgir no cenário brasileiro com o aumento exponencial da demanda por crédito que os empreendedores individuais, microempresas e empresas passaram a ter.

Certamente você deve saber que nem todas as pessoas podem ter acesso a empréstimo em grandes bancos. Acima de tudo, essa iniciativa veio para acabar com esse problema!

Com isso, confira algumas vantagens do empréstimo da Empresa Simples de Crédito:

  • É considerado ampliar o acesso a crédito aos pequenos negócios;
  • Promoção da redução de juros;
  • Melhores condições de acesso a recursos;
  • Viabilização da capitação via empréstimos do capital próprio de forma simplificada e formalizada frente a lei.

Será que vale a pena utilizar as Empresas Simples de Crédito?

Se você é um empreendedor que está em busca de um empréstimo para turbinar o seu negócio, mas não consegue boas taxas com os grandes bancos, esta modalidade pode ser perfeita para você.

Com a nova regulamentação, você vai poder economizar juros com empréstimos: ela vai te permitir contratar juros com menos burocracia e um valor consideravelmente menor.

Quais são as principais regras de funcionamento da Empresa Simples de Crédito?

Como regra principal, temos a exclusividade de atuação em operações de empréstimo, financiamento e desconto de títulos de crédito apenas para MEI, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (EPP).

Ou seja, a ESC não pode ter operações financeiras com pessoas físicas.

O funcionamento da ESC não pode ser confundido com empréstimo pessoal, uma vez que é uma relação em pessoas jurídicas.

Além disso, a remuneração da Empresa Simples de Crédito só pode ter origem nos juros remunerados dos empréstimos e nada mais. O limite de receita bruta anual (faturamento) está limitada a R$ 4,8 Milhões.

Entretanto, na ESC, há também a regra de que cada pessoa natural (CPF) só pode participar de uma Empresa Simples de Crédito, assim como o valor total das operações nunca pode ser maior que o capital integralizado.

Quanto posso economizar com a ESC?

Taxas bancárias usualmente atingem o valor de 12% ao mês, mas, quando se trata de empréstimos entre pessoas, esse valor costuma ser significativamente melhor, podendo chegar a apenas 3,5% ao mês.

Então, os juros de instituições financeiras podem ser superiores se comparados com quem cria a empresa simples de crédito.

Acima de tudo, para conseguir as menores taxas de crédito possível o ideal é fazer o empréstimo com uma pessoa conhecida, que tenha dinheiro para emprestar.

Qual é a vantagem do empréstimo Empresa Simples de Crédito?

Para a empresa que está emprestando dinheiro o risco é baixo, pois o devedor é obrigado a deixar algo como garantia, uma nota promissória é um exemplo.

Em outras palavras, caso o devedor em questão não faça o pagamento do empréstimo como programado, a empresa pode executar a nota promissória e recuperar o dinheiro.

Além de economizar juros com o empréstimo.

Para quem uma ESC pode emprestar?

Certamente, uma Empresa Simples de Crédito só pode emprestar dentro do limite do seu município sede e aos municípios limítrofes.

Como abrir uma ESC?

Acima de tudo, qualquer pessoa pode abrir uma Empresa Simples de Crédito.

Primeiramente a ESC deve ser registrada na Junta Comercial. Para fazer o registro, é necessário constituir o contrato social, que deve conter as seguintes informações:

  1. A divisão de cotas (participação) entre os sócios fundadores
  2. Definição de quem é o administrador da ESC (podem haver mais de um ou mesmo todos)
  3. A identificação do tomador do crédito
  4. As condições de pagamento do valor devido pelo tomador do empréstimo
  5. Quais são as atividades exercidas pela empresa e quais os locais que presta serviço
  6. Contrato de crédito – regras pré-estabelecidas e condições do crédito que está sendo negociado entre as partes. Requer uma série de pré-requisitos.

O diretor-Presidente do SEBRAE, Carlos Melles, acredita que a nova regulamentação das ESC tem o potencial de mudar o país, uma vez que permite a maior circulação de crédito no setor produtivo.

Segundo ele, “É uma das medidas mais vigorosas para que o recurso circule nos municípios. Isso traz um ambiente de muito conforto”.

Então, se você busca economizar juros com empréstimo, esta é uma ótima opção para você.

Para saber mais sobre como funciona uma Empresa Simples de Crédito bem como ter informações de como este tipo de crédito funciona, é só clicar no botão abaixo e conferir o site do Sebrae sobre o assunto!

Caso você queira saber sobre mais opções de crédito, explicamos como funcionam os empréstimos do Santander, Itaú, Nubank e até Serasa. Basta clicar no nome de qualquer um dessas opções para saber mais sobre seu empréstimo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*