datas

Praticamente todo mundo quer ter um carro. Mas qual a melhor maneira de se fazer isso? Veja se pegar um financiamento compensa para você e para o seu bolso. 

Quem não gostaria de ter seu carro próprio e não depender mais de transporte público? Poder ir e vir, quando quiser e para onde quiser, sem se preocupar com horários ou com tarifas?

Pois é, esse é o sonho de milhões de brasileiros também. 

Mas o que fazer quando não se tem o dinheiro todo para pagar o carro? Devemos esperar até juntar todo o valor do carro para pagá-lo à vista?

Devemos buscar por modelos mais antigos que caibam em nosso atual orçamento? Ou devemos procurar por linhas de crédito para nos adiantar esse valor? 

A resposta dessas perguntas depende de várias circunstâncias, tais como sua paciência, sua atual situação financeira, etc. Hoje vamos discutir os benefícios de se pegar um financiamento. Entenda bem como essa operação funciona. 

Entendendo o Financiamento de Veículos

Primeiramente, os financiamentos foram criados para ajudar pessoas a conseguirem algum bem desejado sem precisar juntar dinheiro antes. Você encontra planos de financiamento para caminhões, carros, motos e demais modelos automotivos.

Ao assinar o contrato, você afirma que irá pagar todas as parcelas do financiamento, incluindo as tarifas e impostos embutidos nesse valor.

Entretanto, o número de parcelas depende de você e da instituição financeira (ou banco) que você fechar o contrato. 

Certamente, você encontra planos de financiamento tanto para carros usados quanto para novos. Entretanto, em ambos os casos (em qualquer plano de financiamento, na verdade) você passará por uma análise de crédito e de perfil de cliente, tendo que justificar por que necessita desse valor e o que você tem para usar como garantia.

Compensa pegar um financiamento?

Se você comparar os juros cobrados em um financiamento e em um empréstimo, verá que a primeira opção compensa mais. Entretanto, se for para conseguir um carro, o consórcio automotivo pode ser ainda mais vantajoso, devido ao fato de que não há juros cobrados nas parcelas, apenas uma taxa de administração. 

Entretanto, em um consórcio, você precisa ser sorteado para receber a carta de crédito, o que pode demorar pouco ou muito tempo. Enquanto, em um financiamento, você já pode adquirir o carro imediatamente. 

Como comparar planos de financiamentos?

Primeiramente, procure por instituições de confiança que tenham boa reputação e bons produtos. Após isso, você deve analisar (e comparar) custos como IPVA, contrato de aquisição, IOF, licenciamento, valor de entrada, juros, etc.

Quanto mais informações você puder juntar de cada plano, melhor. Entretanto, saiba que a métrica mais importante de todas é o CET, Custo Efetivo Total. É nele que estão todos os custos unidos para cada parcela e ao fim de todas. 

Conheça opções e escolha qual mais te agradar

Acima de tudo, como dissemos acima, o que vale mais a pena para você vai depender das oportunidades e dos planos que você encontrar no mercado. Por isso, uma pesquisa bem feita sempre é uma boa para o seu bolso. 

Para te ajudar nessa pesquisa, separamos aqui 3 opções de consórcios automotivos para você conhecer. Clique abaixo e compare-os agora!

E então, gostou do nosso conteúdo? Nós do UTUA esperamos sempre te ajudar a melhorar sua vida financeira e, para isso, escrevemos conteúdos de valor que te deem conhecimento para agir e gerar resultados. Qualquer dúvida sobre o produto ou serviço descrito, o melhor a fazer é entrar em contato diretamente com a empresa que o oferece. Obrigado!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*