Financiamento estudantil

Se você é estudante, muito provavelmente, já ouviu falar no FIES. Mas saiba que essa não é sua única opção de financiamento estudantil! Fizemos esse guia apresentando todos os tipos disponíveis de financiamento estudantil para te ajudar com essa questão. 

Financiamento estudantil

Quais são os programas de financiamento do governo?

Conheça os melhores programas de financiamento do governo e saiba como se inscrever:

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)

Pensado para ajudar a parcela da população que não tem dinheiro para bancar uma faculdade o FIES criado pelo Ministério da Educação (MEC) hoje é um dos programas de financiamento com as menores taxas do mercado.

Vale destacar que não são todas as instituições que aceitam o programa e todas que desejam participar devem ter cursos com avaliação positiva pelo MEC.

Para participar do programa o aluno deve ter feito a prova do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e deve ter obtido pelo menos 450 pontos sem zerar a redação. A família do aluno não pode ter uma renda superior a três salários mínimos por mês.

Desta forma, se o aluno for aceito no programa será necessário aceitar a taxa de juros do programa de 6% ao ano e efetuar o pagamento da taxa trimestral no valor de R$50,00.

Se você tem interesse nesse programa de financiamento estudantil e possui os requisitos mínimos, acesse o SISFIES, faça o cadastro e entregue os documentos solicitados.   

Bolsa Universidade

O diferencial do programa Bolsa Universidade em comparação com o FIES é que além de ser restrito para o estado de São Paulo e para participar o aluno não pode ter outra graduação, o bolsista paga pelo seus estudos trabalhando em atividades do programa Escola da família no final de semana.

Para quem está em concordância com os pré-requisitos basta acessar o site, fazer o cadastro e entregar os documentos pedidos.

Financiamento estudantil privado

Como o próprio nome já diz, o financiamento estudantil privado é feito por empresas de crédito e bancos. Você certamente consegue encontrar várias empresas que oferecem essa modalidade.

Para você ter uma ideia, as prestações nunca ultrapassam metade do valor total do curso e você consegue encontrar boas e más condições, dependendo de cada banco.

 Acima de tudo, para que você consiga um financiamento estudantil, é necessário que a universidade (ou faculdade) desejada tenha parceria com instituições que ofereçam esse tipo de financiamento.

Contratando seu financiamento

Primeiramente, procure na internet por empresas que ofereçam o tipo e financiamento que você quer e faça simulações em seu site. Com isso você consegue comparar de maneira rápida e fácil quais planos são melhores para você. 

Fique atento também, pois muitos dos bancos requerem que você seja correntista dele para poder solicitar o empréstimo. 

Assim como em outros tipos de financiamento e também em empréstimos, há etapas que podem ser feitas pela internet e há etapas que não. Como, por exemplo, você necessitará de um fiador e de comprovar sua renda e domicílio. 

Em sua maioria, você tem seu pedido negado caso você ou seu fiador tenham nome sujo, por isso fique atento!

Conselhos para você conseguir seu financiamento estudantil privado

Acima de tudo, cheque se seu orçamento dá conta de pagar o valor das parcelas. Caso não dê, é melhor que você procure em instituições como o Sisu ou ProUni.

Além disso, nunca poupe esforços para procurar por mais opções. Quanto mais baixas forem as taxas, melhor é para o seu bolso. 

E por falar em taxas e parcelas, vale a pena você ter um cartão de crédito voltado para o público universitário.

O planejamento é um ponto chave para você conseguir completar sua faculdade sem passar por dificuldades financeiras. 

Justamente por isso, o planejamento e controle financeiro devem estar entre os pontos mais importantes para você.

Cartão Santander Play para Universitários

O Santander possui um cartão de crédito voltado para aqueles que estão cursando a universidade. O Santander Play tem benefícios voltados para todos os universitários, tais como:

  • Descontos em compras na esfera;
  • Vantagens da Bandeira MasterCard Internacional;
  • 40 dias de prazo para pagamento de contas;
  • Parcelamento de fatura em até 24x.

Enquanto isso, não precisa ter nenhuma comprovação de renda, possui anuidade de 12x parcelas de R$ 21,00, mas a anuidade não é cobrada caso acumule mais de R$ 50,00 em compras todo mês.

Para ter esse cartão você deve ter seu nome limpo, não estar pagando parcelas de empréstimos passados.

Para conhecer mais desse cartão, clique aqui

Conheça agora as melhores opções de financiamento estudantil privado:

Parcelamento Estudantil Privado (PEP)

Ao ingressar em uma instituição participante o aluno pode optar por três diferentes tipos de parcelamento, sendo eles PEP 25, PEP 30 e PEP 50.

A primeira modalidade (PEP 25) o aluno financia 70% do valor total da mensalidade e paga os 30% restantes;

Já na segunda modalidade (PEP 30) é o oposto, ou seja, o aluno financia 30% e paga os 70% restantes do valor total da mensalidade;

Intuitivamente a terceira modalidade (PEP 50) é responsável por oferecer uma divisão igual, desta forma 50% é financiado e 50% é pago pelo aluno.

Caso você tenha interesse em saber mais ou participar, o processo é muito simples e você pode se inscrever pelo site.

PraValer

Antes de tudo é muito importante destacar que além de estar disponível em mais de 500 instituições conveniadas em todo o Brasil, o programa é semestral!

Após escolher a instituição parceira o aluno precisará de alguém para garantir o pagamento, essa pessoa precisa ter uma renda superior a um salário mínimo ao mês e não deve ter nome sujo no SPC/Serasa.

A aluno terá seis meses após o fim do semestre para pagar, já que o fundo arcou com as mensalidades do semestre, sendo possível renovar o crédito, desde que o aluno não atrase nenhuma mensalidade.

Para se cadastrar basta acessar o site e enviar os documentos necessários.

Qual a diferença do financiamento estudantil para o Fies?

Mais importante, a principal diferença entre o Fies e o financiamento estudantil privado são as taxas cobradas em cada um. 

As menores taxas sempre serão as do Fies. Ele cobra por volta de 3,4%, enquanto os bancos cobram por volta de 28%.

Além disso, há diferença também na maneira de pagamento de cada um. No Fies é possível que você comece a pagar as parcelas somente após completado o curso. Já os bancos e instituições financeiras já cobram uma parte do total enquanto você faz o curso.

Fique atento tanto quanto às parcerias da faculdade desejada por você  para conseguir o financiamento quanto à duração desse financiamento. Às vezes, com o privado você financia somente um semestre ou outro do curso, enquanto no Fies pode chegar a ser o curso todo. 

E então, gostou do nosso conteúdo? Nós do UTUA esperamos sempre te ajudar a melhorar sua vida financeira e, para isso, precisamos escrever conteúdos de valor que te dê conhecimento para agir e gerar resultados. Qualquer crítica, elogio ou sugestão são sempre bem vindos nos comentários. Obrigado!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*