porco feliz

A imprevisibilidade do mundo é algo que muitas vezes nos deixa assustados quanto ao futuro.

Pode ser que, de um dia para o outro, nós percamos o emprego sem mais nem menos. Por isso, é necessário possuir uma reserva de emergência.

O fato é: imprevistos acontecem. Por isso, temos de estar preparados. E quando se trata de preparo, isso quer dizer ter um fundo de emergência. 

Com essa linha de pensamento, é ideal que você tenha ao menos 2 reservas de emergência: uma de curto prazo e outra de médio prazo. Mas por reserva de emergência não queremos dizer deixar uma quantia de dinheiro em casa esperando pelo pior.

Você pode deixar esse dinheiro rendendo em fundos específicos que te permitam resgatá-lo no mesmo dia em que precisar dele.

As 2 principais reservas de emergência que você deve ter:

O fundo de emergência de curto prazo

Esse é o primeiro fundo que você deve focar em construir. Nele você deve depositar o correspondente a 3 meses de salário ou, pelo menos, 3 meses de seus gastos médios mensais.

O fundo de emergência de médio prazo

Após a criação do fundo de curto prazo, você deve passar a focar no fundo de médio prazo, que equivale a cerca de 6 meses de salário ou, novamente, 6 meses de seus gastos médios mensais. 

Ao fim, você terá guardado (e rendendo, ao mesmo tempo) 75% dos seus gastos no ano. Com isso, além de estar bem preparado para eventuais imprevistos, você ainda estará aumentando seu capital de uma forma segura e constante. 

Mas como e onde guardar esses valores?

Em se tratando de reservas financeiras, uma das principais dúvidas é sobre como e onde guardar esse valor de forma que eles estejam seguros e, ao mesmo tempo, te gerando juros.

O melhor local para guardar esses valores são em fundos, pois esses possuem uma variedade considerável de prazos mínimos e porcentagens.

Para o fundo de curto prazo, o autor e fundador da Suno Research, Thiago Reis, em seu livro 101 Perguntas e Respostas para Investidores Iniciantes, indica o fundo BTG Pactual Yield DI RF CP, o qual possui uma boa rentabilidade, mas, principalmente, possui resgate em D+0.

O que é o resgate em D+0?

O número após o D indica em quantos dias o dinheiro requerido cairá em sua conta após o requerimento. No caso de D+0, quer dizer que, no dia em que você pedir o dinheiro, ele cairá em sua conta. 

Devo investir as duas reservas no mesmo fundo?

Você pode escolher colocar as duas reservas no mesmo fundo.

Ou então pode aproveitar, já que o fundo de emergência de curto prazo te garante por 3 meses, e investir o de médio prazo em uma aplicação que renda mais.

Os produtos de investimento tendem a bonificar mais aqueles que investem seu dinheiro por mais tempo. Logo, você pode ter uma rentabilidade maior no fundo de médio prazo.  

Caso você não conheça boas corretoras para poder aplicar seu dinheiro, nós fizemos um post te falando tudo sobre a Clear Corretora, que possui taxas extremamente baixas ou até mesmo zeradas na maioria das transações.

Para conhecer mais sobre a Clear Corretora e entender sua forma de trabalhar, é só clicar no botão abaixo!

E aí, gostou do nosso conteúdo de hoje? Aqui no UTUA, nossa missão é produzir atualizações diárias que contribuam para que você, nosso leitor, tenha uma melhor vida financeira.

Obrigada por acompanhar nosso site, mas não se esqueça! As atualizações acontecem diariamente, três vezes ao dia. Portanto, fique de olho aqui no UTUA e acompanhe todas as informações do mercado financeiro!

Recomendados para Você
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*