houses

É um sonho de milhões de brasileiros poder ter sua casa própria. Porém, pode ser frustrante esperar anos até se ter o dinheiro suficiente para comprar um imóvel ou então construir um. Nesse caso, planos de empréstimo e financiamento podem ser bem interessantes para você. 

Empréstimo x Financiamento

Primeiramente, qual a diferença entre um empréstimo e um financiamento? Na prática, o que muda mesmo é como você vai comprar o imóvel.

No caso de um financiamento, você vai pegar um plano de financiamento imobiliário, e nele o banco (ou instituição financeira) vai comprar o imóvel para você, te entregar, e cobrar as parcelas até o fim do contrato. 

Já num empréstimo, a instituição financeira (ou banco) irá te entregar o dinheiro em mãos (na sua conta corrente, claro), e você decide o que fará com ele. O banco não se importa muito com isso.

O importante para ele é que você consiga pagar o valor das prestações todos os meses na data de vencimento. Com o dinheiro, você mesmo compra o imóvel. 

Certamente, é importante saber que, em um empréstimo, você não paga entrada. Entretanto, já em um financiamento, você paga. 

Além disso, você deve estar ciente que, ao pegar um empréstimo, você pode encontrar condições melhores do que em um financiamento (por exemplo, desconto no preço do carro por pagar à vista), mas também está sujeito a encontrar condições piores. Cabe a você decidir se está disposto a correr esse risco e fazer as pesquisas necessárias. 

Como comparar dois planos de financiamento de forma correta?

Muitas pessoas usam apenas a taxa de juros para comparar um plano de financiamento com outro. Entretanto, esse é um erro gravíssimo cometido por milhares de brasileiros todos os dias.

Mais importante, a métrica principal a se ficar atento não são os juros, mas sim o Custo Efetivo Total, ou CET. Um plano ter taxas de juros menores do que outro não significa, necessariamente, que ele é mais barato.

No CET, estão inclusas todas as taxas, tarifas, impostos e custos que você terá a cada mês com o financiamento e ao fim do contrato. Acima de tudo, sempre que for comparar dois planos, compare o Custo Efetivo Total deles. Certamente você encontrará o CET de cada plano em seu contrato, já que uma lei no Brasil exige isso. 

Quais os tipos de financiamento que há no mercado?

Em resumo, você encontra planos de financiamento para:

  • Imóveis;
  • Automóveis;
  • Terrenos;
  • Estudos; 
  • Etc; 

Muitas pessoas também não sabem quando é melhor pegar um financiamento e quando é melhor optar por um consórcio. Primeiramente, a maior vantagem de entrar para um consórcio é que as suas chances de ser sorteado aumentam de acordo com os lances que você dá. 

Conheça alguns planos de financiamento para você comparar

Financiar com o Santander

O gigante banco espanhol Santander melhorou muito suas condições de financiamento: antes era necessário que você desse uma entrada de 20% para poder financiar o restante (80%). Agora você pode dar somente 10% de entrada e financiar os outros 90%.

Além disso, ao financiar com o Santander, é possível pegar taxas que começam em 7,99% ao ano e pagar em 420 parcelas (35 anos), desde que o imóvel custe no mínimo R$90.000.

Financiar com o Banco do Brasil

Até pouco tempo atrás, você não encontrava planos de financiamento no Banco do Brasil que tivessem suas parcelas atreladas ao IPCA ou à TR. Entretanto, desde dezembro, você encontra opções para pagar 3,45% ao ano + IPCA ou então 6,75% ao ano + TR. 

Caso você não saiba, o IPCA e o TR são índices criados para se medir a inflação. Então, se os preços sobem, suas parcelas também irão. E o mesmo vale para a outra direção. Saiba mais, clicando abaixo!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*